A paz esteja convosco

ressurreicao 053 figura 1Já falamos muitas vezes, nestas colunas, da urgência para vencer toda violência que estraga a vida da sociedade e construir relações de paz e de fraternidade. Ninguém pode viver no medo e na insegurança.

O anúncio da Páscoa renova as nossas esperanças de paz.

Depois da morte, a ressurreição. A ressurreição é vida que renasce. É semente da paz. É amor invencível de Deus. A paz é fruto do amor. É alegria da vida que renasce na Páscoa da ressurreição. O mistério da Páscoa significa o recomeçar da vida depois da morte, a existência nova do homem que renasceu em Cristo ressuscitado. Na Páscoa nós cristãos renovamos uma alegria antiga de 2.000 anos. Uma alegria que nos fez compreender o evangelho, que explodiu improvisamente diante dum sepulcro encontrado vazio. A paz é vida nova.

Maria Madalena chegou ainda de madrugada ao sepulcro, chorando o morto. E não o encontrou. Pedro e João correram e viram; encontraram as ataduras dobradas em um ângulo, o sudário bem dobrado, e de Jesus nenhum traço. Finalmente compreenderam. Agora diante de um sepulcro vazio, finalmente compreenderam. E de improviso a sua alegria foi plena. Uma alegria incontida, transbordante. Uma alegria em todos os recantos da terra e pelos séculos. Evidentemente ela é mais que justificada. Porque Jesus se revelou um chefe de longe mais poderoso dos poderosos.

A história de todos os tempos conheceu tantos chefes, condutores, reformadores, revolucionários, com doutrinas e programas grandiosos: chefes que se esforçaram por realizá-los, mas depois, chegada para eles a derrota ou a morte, tudo acabava como um castelo de cartas, como uma bolha de sabão. De fato estes anos de história recente estão cheios de ambições e falências, de ideologias inchadas, enlouquecidas e bombásticas, de chefes de estado derrotados e tombados por terra.

Com a morte de Jesus, nada terminou; com a sua ressurreição tudo recomeça. No momento em que seu túmulo foi encontrado vazio, a morte se muda em vida, a derrota se torna vitória, o choro e luto se transformam em alegria.

Então começa a tomar consistência o seu programa, o seu projeto, a Boa Notícia que Jesus nos trouxe. A resposta de Deus aos pessimistas e aos desencorajados. O tema da paz é por certo o mais tratado em todos os tempos. É o mais desejado pelo coração humano. Nós também hoje desejamos que a paz reine entre as pessoas, dentro das comunidades humanas, entre as nações.

Mas a paz é tão vulnerável. Ela nasce do conflito dentro do coração humano entre o egoísmo, o subjetivismo, e o amor ao próximo, com o perdão, a misericórdia que lhe vai ao encontro e o colocar-se em primeiro lugar. Deus não criou o homem para ser derrotado mas para vencer o conflito. Deu-lhe o seu Espírito de Amor para que fizesse sucumbir o mal dentro do próprio coração. É o que Cristo ensinou, realizou e deu a vida por esse ideal. Fundou a Igreja à qual preside na caridade para que ensine e testemunhe o amor.

A Igreja é santa e pecadora. É chamada constantemente à conversão como toda a criatura humana. Sem cruz e morte não há ressurreição. Apontamos a todos um mundo novo, no qual acreditamos, feito com a renúncia à mentira, ao ódio, à vingança, ao roubo, à apropriação indébita, à corrupção ativa e passiva, à intolerância, à falsidade. Acreditamos na verdade, na justiça, na fraternidade, na doação da vida que gera a felicidade no interior do coração e com o próximo. Cristo é a grande novidade, só Ele pode mudar e transformar os corações que O acolhem e se convertem à vida nova.

A todos Feliz Páscoa!

Dom Bernardino Marchió
Bispo Diocesano de Caruaru

Acessos: 865
telefone

Lista Telefonica

Ache na Nossa Lista Online
telefones e endereços de paróquias, Padres, instituições, Comunidades e muito mais.

CLIQUE AQUI ACESSAR>>
0853070116

Acenda sua

Velinha Digital

Acender uma vela digital é uma forma de manter a sua fé acesa.

ACENDER VELINHA >>

Artigos

Dom Dino

Leia todos os artigos publicados!

LEIA AGORA >>