Dec 20

Orientações da Diocese de Caruaru para Paróquias e Comunidades sobre Coroinhas e serviços ao Altar

A Santa Missa C3A9 a perfeita oferenda a Deus porque nela se oferece o prC3B3prio Deus como SacrifC3ADcio1Papa Francisco, na Exortação Apostólica "A Alegria do Evangelho", nos diz que a liturgia deve ser a principal fonte de evangelização e afirma que a beleza dos ritos litúrgicos atrai muitas pessoas para o encontro com Jesus Cristo.

A Igreja evangeliza e se evangeliza com a beleza da liturgia" (EG, n. 24)

Todo batizado que está a serviço do altar, desde o presidente da celebração até o mais simples dos coroinhas, deve contribuir com este objetivo.

Também as vestes litúrgicas expressam a beleza e a grandiosidade da Liturgia. O Missal Romano afirma:

"Na Igreja, que é corpo de Cristo, nem todos desempenham a mesma função. Esta diversidade de funções na celebração da Eucaristia manifesta-se exteriormente pela diversidade de vestes sagradas, por isso devem ser um sinal da função de cada ministro e contribuir para a beleza de cada ação sagrada" (IGMR n. 4). 

No Diretório dos Sacramentos da Diocese de Caruaru (2014) se lê:

1. Há vestes próprias para os presbíteros, os diáconos, os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística e os Acólitos (coroinhas)

2. Convém que as vestes sejam belas e nobres, sem ostentar luxo e multiplicidade de ornatos. Os paramentos para os presbíteros e os diáconos, na sua sobriedade e beleza, respeitem as cores litúrgicas da tradição católica

3. Os Leigos e Leigas, quando proclamam a Palavra nas celebrações litúrgicas, não precisam usar veste especifica

A partir destas considerações, levando em conta a urgência de esclarecimentos sobre os recentes acontecimento envolvendo coroinhas da Diocese, reafirmamos, em primeiro lugar, a importância da presença dos Coroinhas nas celebrações litúrgicas e o testemunho de muitos padres que confirmam como a Pastoral dos Coroinhas suscita vocações ao sacerdócio. No entanto é preciso que em todas as Paróquias e Comunidades sejam respeitadas as seguintes orientações:

Os Coroinhas, normalmente, participam da comunidade onde residem e devem ser acolhidos após uma prudente seleção feita de acordo entre os Padres, os responsáveis pela Liturgia, os catequistas e a família dos candidatos.
A formação específica não pode faltar! Seja feita nas paróquias e na Diocese: só quem frequentar estes encontros poderá permanecer no grupo dos coroinhas.

A veste litúrgica a ser usada no serviço do altar deve ser simples e igual para todos: túnica branca com símbolos litúrgicos. Os coroinhas, na Diocese de Caruaru, não podem usar as vestes clericais, tipo batina de qualquer cor, roquete ou faixas.

Sejam divulgadas essas orientações em todas as Paróquias e Comunidades a fim de que o serviço do altar continue a atrair o Povo de Deus para o encontro com o único e eterno Sacerdote Jesus Cristo!

Todas as Paróquias e Comunidades tem o prazo de 6 meses para adaptação.

Caruaru, 18 de dezembro de 2017

Dom Bernardino Marchió
Bispo Diocesano de Caruaru

 

Acessos: 69
telefone

Lista Telefonica

Ache na Nossa Lista Online
telefones e endereços de paróquias, Padres, instituições, Comunidades e muito mais.

CLIQUE AQUI ACESSAR>>
0853070116

Acenda sua

Velinha Digital

Acender uma vela digital é uma forma de manter a sua fé acesa.

ACENDER VELINHA >>

Artigos

Dom Dino

Leia todos os artigos publicados!

LEIA AGORA >>